Nothing

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

a-d-o-r-o


"Hoje…

Sinto saudades…
Não deveria sentir esta nostalgia,
Mas á verdade
É que sinto imensas saudades…
Saudades de uma lista infinita de coisas.
Sinto saudades das futilidades das conversas
De falar e conviver com as pessoas
De ouvir uma palavra sem sentido
Num ritual de conversas de café…
Sinto falta da minha lareira
Da lenha a arder
Enquanto aquece o ambiente…
Tenho saudades de escrever
De ouvir um poema
De beber um copo com os amigos
Do abraço sentido …
Saudades de chorar,
Chorar de felicidade…
Tenho saudade dos segundos contados
Das horas que não passam
No meio desta vaga de saudades
Sinto saudades de ti
Das tuas palavras
Do teu carinho
Do teu sorriso de menina
Sinto saudades
De rejuvenescer de novo
E na cumplicidade das palavras
Dizer baixinho
Gosto de ti…"



Do blog http://palavrasimples.blogs.sapo.pt/



quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Selo



1º - Postar o selo e dizer quem ofereceu.
Foi oferecido pela Ana;

2º - Porque tens um blog?
O meu blog surgiu numa altura em que sentia necessidade de dizer coisas que sentia e não me sentia à vontade com ninguém para falar sobre elas. Precisava de escrever, de falar, e de conhecer novas histórias. Rapidamente me integrei neste mundo, e espero continuar nele durante muito tempo;
3º - Palavra que te define?
Extrovertida;
4º - Eu sou... Tu ( quem ofereceu) é...
... Eu própria... Simpática
5º - Oferece entre 3 a 13 pessoas (deixa depois o link do blog) e avisa-los.
Ofereço a:
http://laydxinha.blogspot.com/
http://ana-anaaa.blogspot.com/
http://sentimentosoupalavras.blogspot.com/
http://apestanadomundo.blogspot.com

sábado, 25 de dezembro de 2010

Amigo Invisível.


"Nunca deixes de fazer algo de bom
Que o teu coração te pede.
O tempo poderá passar...
E a oportunidade também!!!
Não te esqueças que:
Meta - a gente busca;
Caminho - a gente acha;
Desafio - a gente enfrenta;
Vida - a gente inventa;
Saudade - a gente mata;
Sonho - a gente realiza;
Amigos,
a gente guarda do lado esquerdo do peito,
dentro do coração...

        Amigo Invisível. "



sexta-feira, 24 de dezembro de 2010



"A vida é mais simples do que as pessoas pensam: basta aceitar o impossível, dispensar o indispensável e suportar o intolerável"


Feliz Natal

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E aqui vai o meu desejo de Feliz Natal a todas as pessoas que de alguma maneira foram/são importantes:


Família <'3   Márcia, Carolina

Andreia
Rita Neves
Rita Vasconcelos
Inês
Sónia
Juana
Ana Isabel
Cristiana
Diana
Daniela Rodrigues
Joana Carvalho (do blog "A Vida é uma Viagem")
Juanika
Susana
Cátia
Paulo M. (cá está o teu nome : p )
Ricardo
Rafa

(Acho que não me esqueci de ninguém, se esqueci é só deixar na caixa de comentários o nome que acrescentarei ;) )

Não percebo...
Será que me consegues explicar?




Ps.: Se também não souberes explicar não
te incomodes, eu hei-de chegar lá;

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010



Volta depressa. Preciso de ti <'3

6 dias *.*


ps.: Faço muitos planos, só espero que não me
 troquem as voltas e que corra tudo como
 penso.

domingo, 19 de dezembro de 2010

isto é para ti



Isto é para ti. Nunca te escrevi nada aqui, neste blog, pois sei que fora dele já te escrevi.
Sabes Cátia? És imporante para mim, apesar de agora não conviver muito contigo, comparativamente ao que convivíamos quando andavamos na mesma escola, no entanto não passei a gostar menos de ti e da tua maneira de ser só por estarmos mais afastadas, porque continuo a gostar tal como gostava. E vou gostar sempre, mesmo que um dia nunca mais nos vejamos, pois nunca me vou esquecer das nossas vindas para casa e dos teus risos :D

Isto tudo só para dizer que gosto muuito de ti <'3

ps.: escrevo isto agora pois ontem voltei a falar contigo e vi que estás igual ao que eras. Sempre com a mesma boa disposição. *.*

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

'minha parva'

"(...) eu até te dizia que também gostava muito de ti, mas não é verdade porque eu gosto e pretendo continuar a gostar durante muitos séculos *.*"


E a isto só tenho uma coisa a dizer: eu também R.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A-D-O-R-O o videoclip :$

Esta mulher não existe *.*

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Há coisas fantásticas, não há? #1


Esta imagem está fantástica *.*


...e não digam que não.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

pessoa importante



Só faltam 13 *.*

Como gosto de ti' :$
Acredita que vais ser sempre muito importante para mim Márcia.

sábado, 11 de dezembro de 2010

special

Aconteça o que acontecer, vão ser para sempre das mais importantes.

Rita e Andreia

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

dias e dias

E não é que ganhámos as eleições para a associação de estudantes?? Também não era difícil. Temos a melhor presidente que poderia haver *.* Agora é só trabalhar durante este ano para mostrar que merecemos o voto de confiança que nos deram.
Têm sido dias de muito movimento, em que só páro para dormir, no entanto gosto deste ritmo a não ser as preocupações que vêm por consequência.
Dias e dias em que voltava a fazer tudo igual, tudo da mesma forma.


p.s.: Parabéns à presidente <'3

terça-feira, 7 de dezembro de 2010



- Tu e os teus filmes -

A Andreia sem os seus filmes, deixava de ser a Andreia.

Tu lá sabes...

Não é verdade?

domingo, 5 de dezembro de 2010

21.

Ohh, há tanto tempo que não escrevo aquii palavras minhas. Apenas escrevia frases feitas ou assim. Já tinha saudades.

Vou aproveitar e escrever que apenas faltam 21 dias para estares de volta. Vinte e um. Provavelmente não estaremos logo neste dia juntas, mas espero que depois apareças depressa por cá, é apenas uma semana.


Espero cá por ti *.* (e pelas tuas maluqueiras, pelas tuas fotografias, pelos teus vídeos, pelas tuas perguntas pelas tuas novidades, e por toda a boa disposição que trazes sempre contigo).

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

é curioso . . .

... como é preciso uma eternidade para confiar, e momentos para perder toda a confiança ...

domingo, 28 de novembro de 2010

"Don't let go"

"Don't let go

Never give up, it's such a wonderful life"


Hurts - wonderful life

sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Um dia mostro-te isto;

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Conversas de msn

(...)

[R] diz (22:22):
vou ver televisao
ate amanhã beijinhos....
ADORO estar contigo todos dias...e ver que és uma parva

J diz (22:22):
aii qu estupida

'[R] diz (22:22):
aliás A MINHA PARVA *.*

J diz (22:22):
aassim esta melhor
eu gosto tanto de ti rapariga
 
'[R] diz (22:23):
eu também!!

(...)

Há pessoas que nunca vou esquecer, tu és uma delas R. 

A Andreia é fantástica;

Aqui está. Como pediste. <'3

segunda-feira, 22 de novembro de 2010


Eh pah, não tens a mínima noção;

domingo, 21 de novembro de 2010


"É indispensável boa memória após se haver mentido", sabias
Pierre Corneille

sábado, 20 de novembro de 2010

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Resultado da Sondagem



E com a sondagem elaborada sobre qual seria a pessoa mais importante para a sociedade foi concluído que é a Rita Vasconcelos, porquê não sei mas ganhou. :p  

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Coisas sem explicação



Nem sequer vou comentar. Enfim.
Há coisas sem explicação.

Estou do teu lado Rita <'3 , como sempre estive (e estarei);

sábado, 13 de novembro de 2010



Estou preocupada contigo --'

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Para ti,


Esta é para ti    : D

Nem acredito que vais voltar  *.*

Never Say Never   <'333

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Amiga? Mais que isso...

Dou-me com tanta gente e ao mesmo tempo com ninguém. Faço tanto pelas pessoas e ao mesmo tempo não faço nada. Tenho tantos amigos, e às vezes não tenho “nenhum”.


É engraçado como criamos ligações tão fortes com certas pessoas que depois é (quase) impossível quebrar. Esta é uma dessas ligações. Uma ligação forte à qual não me vejo sem ela. Já passámos por tanta coisa juntas, já rimos, já chorámos, já brincámos, já mandámos bocas uma à outra, já criticámos, já nos zangámos, já falamos mal dos outros, já nos olhámos nos olhos, já falámos a sério, já falámos a brincar mas sempre com o orgulho de ser tua amiga. Às vezes, não sei se por seres mais pequena e ter aquele ar de “fraca” fisicamente, olho para ti como uma amiga a proteger, uma amiga a quem tenho que abrir os olhos em certas situações que acho que a tua “ingenuidade” não te deixa ver. Talvez até sejas mais forte que eu. Pensando bem, provavelmente és mesmo. Não me vejo em certas situações a reagir como tu reages. Gosto muito de ti, já te disse?... Já, era quase impossível não te ter dito.
Penso tantas vezes como será um dia em que as nossas vidas se terão que separar. Vou ter tantas saudades das tuas piadas mirabolantes que só tu sabias contar, das anedotas que não tinham piada nenhuma mas que com o teu riso final todos gargalhavam, das tuas palhaçadas, das tuas respostas sempre na ponta da língua, das tuas ideias, oh de tudo. Gostava quando às sextas-feiras à noite estávamos sentadas na vila nos bancos do jardim a falar das coisas menos prováveis. Das coisas mais estranhas.
E o tempo passou, e com ele levou sete felizes anos de muitas aventuras. Jamais os esquecerei, pois foram importantes para mim. Aprendi muito contigo, e ri muito contigo também. Sei que um dia destes vou ter saudades.

Amiga? Mais que isso…

sábado, 6 de novembro de 2010

'Carta'

"Escrevo cartas diariamente à cerca do que sinto, cartas sem destino, e que acabam sempre dentro de uma pequena gaveta de madeira escura.


                 São muitas as vezes em que sinto coisas que desejava não conseguir sentir. Sentimentos sem nomes pré-definidos. Neste momento sinto algo entre a revolta e o medo. Há algum nome para este sentimento? Se há não o sei, também não passo os dias em frente a dicionários, e curiosamente até sou fraca em termos de vocabulário. Apenas escrevo sentimentos e não palavras. Queremos muitas vezes mudar o mundo e as pessoas... não enrrolo mais a conversa e digo que é a minha vontade neste momento. Na vida passamos por situações à qual temos que dar a volta de 180º necessária, e o grande problema é quando a temos que dar sozinhos e não há ninguém que nos empurre, no entanto isto não signifca que não se consiga, porque consegue. E lá por tu teres mundo e meio contigo não significa nada. Porque eu posso ser dois mundos, e aí sou mais forte. Confesso que ainda não sou dois mundos, mas espero vir a ser. Dois, três, quantos for preciso. Esse mundo e meio pede ao vento que leve todas as tuas nuvens, e as minhas continuam a tapar-me o sol da vida, pois não tenho ninguém que faça o "fadinho" para que saiam. Mas eu cá me aguento. No entanto todas as pessoas que deveriam agir de forma diferente não o fazem e acabam por se esquecer que há um eu dentro de mim que posso não revelar por fora.
Um dia vou encontrar pessoas certas, pessoas diferentes, e espero que essas pessoas sejam todos vocês mas mudados, com queda para avaliar sentimentos.

Da pessoa da qual ainda não conheces o interior,
M. S."

Esta "carta" foi encontrada em Setembro num blog de um ser revoltado. Na altura guardei-a, e agora apeteceu-me colocá-la aqui. Aqui verifica-se que muitas vezes somos seres fracos que não conseguem decifrar sentimentos interiores, que pertencem ao outro e são precisos trazer para fora.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010




'Opção errada'

S2

sábado, 30 de outubro de 2010



Um dia faço-te uma visita ;)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

'Minha parva' é só para veres que ainda estou acordada : D



Gosto muitooo de ti, Rita. <'3

(era suposto ter postado isto ontem)
(...)

quarta-feira, 27 de outubro de 2010


Não estava à espera

sábado, 23 de outubro de 2010



Adoro as nossas noites de puras parvoíces *.*

Ps.: Gosto muiitoo de vocês A e R.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Opções


Porque não sei se foi a minha melhor opção. Talvez seja.




Diz-me tu.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Amigos *.*


Tenho amigos que se enquadram nalgumas destas figuras, outros não.
Amigos:
Ana Isabel *.*
Rita N *.*
Ana Arêde *.*
Andreia *.*
Cátia *.*
Inês *.*
Daniela R. *.*
Joana *.*
Juanika *.*
Rita V. *.*
Sónia *.*
Márcia *.*
Carolina *.*

 Peço desculpa se me faltar algum :s

sábado, 16 de outubro de 2010




A vida é o teu palco... ACTUA ,

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Parabéns Ana! *.*

Parabéns Ana! *.*

Como nos conhecemos? Na natação.
Se tive logo a melhor impressão de ti? Não.
Curiosamente, ou até sem curiosidade alguma, comecei a achar-te piada e a gostar da tua maneira de ser. 1 ou 2 anos se passaram lá, na natação, e acabámos por nos ir conhecendo. Não éramos grandes amigas, apenas colegas, mas tu sempre com a tua simpatia falavas sempre. E vou-me recordar sempre de ti a vires-me dar "boa sorte" para o teste intermédio, e a perguntares-me, no fim, como tinha corrido. Admirava. (...) Acho que foi no voley que nos começámos a dar (não diria melhor) mas de forma diferente, era outro tipo de desporto, em que contactávamos mais com as pessoas que estavam em jogo connosco.  
Ainda me lembro de uma situação em que um dia, em tua casa, te contei uma coisa que alguém me tinha contado sobre uma pessoa tua amiga, tu já sabias mais ou menos a história antes de te contar, apenas ficaste a saber alguns pormenores que não sabias. Não sei o que se passou, mas lembro-me de me dizeres que tinhas dito qualquer coisa à tal pessoa. Não dei importância, mas a pessoa que me tinha contado deu importância a isso, e por isso durante algum tempo cortou relações comigo. Na altura fiquei chateada, não contigo, mas comigo mesma por ter aberto a boca e te ter contado. Hoje digo-te: não me arrependo de nada, porque admiro-te imenso e dou-te muito mais valor que à pessoa que me contou aquela tal história. Compreendo a pessoa, mas na vida não conta apenas uma situação com determinada pessoa. Contam várias situações.
Falaste comigo várias vezes sobre várias situações, e sentia sempre que podia falar contigo.
E por tudo isto questionei-te se aceitavas ser minha madrinha de crisma, considerando que havia 50% de hipóteses de dizeres que sim ou dizeres que não. Aceitaste e deixaste-me muito contente. ;) (Obrigada por teres aceite) Foi a melhor escolha que poderia ter feito. No dia do crisma deste-me um ratinho que está ao lado da minha cama com etiquetas de roupas que costumo guardar e nunca sabia onde as pôr. O rato está cheio :P

Agora não nos vemos diariamente como era normal nas aulas, mas fico contente por teres conseguido ir para aquilo que querias. E desejo-te a maior sorte do mundo, porque tu mereces. E espero que te divirtas muito hoje, com 18 anos em cima :P Não é para qualquer um.

Vá, e não me vou exceder mais porque não é nada normal escrever muito, no entanto, achei que neste momento fazia sentido dizer algumas das coisas que escrevi em cima.
E acredita que "te vou levar sempre no meu coração".

Gosto muito de ti <'3

domingo, 10 de outubro de 2010

This is our song (para ti)



" (...) that's all that matter cause

We all belong right here together
There's nothing better than singing along
This is our summer
This is our song (M)

And grab your guitar
Sit by the fire (...) "

sexta-feira, 8 de outubro de 2010





Escrevo para ninguém. E ninguém quer ler. Cansei-me. O mundo gira, gira, e dentro dele continua tudo na mesma. Sempre igual.
Sabe! Preciso tantas vezes de si. Por tudo. Você percebe, você critica, você tem a palavra certa, você abre os olhos, você explica... Sim, você explica o porquê de certas coisas que, sinceramente, para mim nem tinham porquê. Questiono-me tantas vezes, nem você imagina :s   O que me descansa é que daqui a precisamente um mês e dois dias voltaremos a estar juntas. Levo novidades comigo. Umas melhores, outras piores. Como tudo na vida...

Você sabe.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Mensagem,

"Obrigado: Por aquilo & Por nada xD
Por tudo :p
Pelos atrofios :s
Pela nossa amizade *.*
Pelos sorrisos :D
Pelos olhares =.=
Pelas patetices @
Por teres nascido #
Por ainda não teres morrido.
Pelo silêncio
Pelos momentosque passamos juntas. (...)"

Terás sempre um importante lugar no meu coração, C.  *.*

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Abraço... de amigos






Foi tão bom poder hoje abraçar-te naquele momento... Como te disse, prefiro abraços de amigos.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010



"A morte é de facto o fim, no entanto não é a finalidade da vida"

 Michel de Montaigne


Porque independente de tudo, a tua vida tem que continuar;

domingo, 3 de outubro de 2010

Prima,

S. - "Já viste o que a tua prima escreveu no facebook?"
Eu - "eu?? não... O que lá tem?"
S. - "Fala lá de ti..."
Eu - "A sério?"
(...)
Pedi logo para me deixarem ir ver. Vi. Fiquei admirada. : )   Tu sabes que eu também tenho imensas saudades das tuas perguntas parolas, das tuas histórias mirabulantes e, acima de tudo, da tua boa disposição. És cá das minhas : D

Lembras-te desta pulseira? Ainda a tenho guardada : p



Gosto muuuiiitoo de ti <'3

quinta-feira, 30 de setembro de 2010





São os "abre-olhos" da vida que nos fazem crescer;


Não te preocupes R. Vai tudo ficar bem. <'3

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Porque há coisas inexplicáveis;


" Como todas as belas histórias começam com "era uma vez"... Esta história também não vai ser excepção, então cá vai: Era uma vez duas meninas que viviam em locais opostos, mas havia uma coisa que as unia, o jardim de infância. Com a entrada na escola, as duas meninas foram separadas. Mas o destino quis que esta separação não durasse muitos anos e foi o que aconteceu. Uma delas mudou-se para a grande cidade e teve de mudar de escola. Foi aí que essas duas meninas se reencontraram... Felicidade? Sim. Alegria total? Não... Já não se viam há muito tempo e ambas eram muito tímidas... Naqueles primeiros minutos, horas do primeiro dia de escola, as meninas não se passavam de conhecidas. Mas isso não impediu de ficarem colegas de carteira. Os dias foram passando... e as duas meninas ficaram cada vez mais próximas. As duas meninas repararam que tinham muito em comum, passaram rapidamente de conhecidas a Amigas. Elas estabeleceram uma ligação muito forte designada ligação R-V.
(...)
Devido a problemas técnicos, a história vai ser retomada nesta mensagem. As duas meninas foram crescendo, crescendo. Claro que uma cresceu mais que a outra, uma ficou pelo 1,62m, enquanto que a outra crescia, crescia, 1,65m, 1,69m, 1,70m... ninguém a parava. Mas o destino pregou uma partida a estas duas jovens, ele quis pôr à prova a ligação R-V. ... Será que ela vai conseguir sobreviver? Será que mais uma vez estas meninas/jovens vão passar a ser só meras conhecidas? Claro que NÃO... Ainda hoje as duas jovens continuam a ser grandes Amigas... Qual é o segredo? Não sei... Mas só sei que gosto muito dela e que espero que a vida lhe sorria sempre, porque ela merece... PARABÉNS J. S. Espero que esta ligação nunca se rompa porque como tu sabes, uma coisa que temos em comum é não irmos muitas vezes a casamentos... Por isso casa-te e manda-me o convite. porque eu quero comprar um vestido e uns sapatos e ir ao cabeleireiro :p
Quero que faças sempre parte da minha vida."

E com isto pouco mais há a dizer... a vida pode mudar muitos rumos, mas não muda as verdadeiras amizades.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010


Sonho tantas vezes com isto ;

terça-feira, 21 de setembro de 2010



"... porque a vida é de quem luta, e não de quem se acomoda;"

sábado, 18 de setembro de 2010

Surpresa *.*


Foi tudo andado a fazer nas minhas costas, e eu pouco desconfiei. Digo pouco, porque desconfiei, o problema é que desconfiei da coisa errada (bem até eu já estou confusa :p ). Só sei que a minha mãe me levou até a casa da S porque tinha ficado com uns documentos dela. Não desconfiei de nada, porque a A me tinha lá posto aquilo e eu sabia, só não sabia que eram os documentos, algo importante na vida de qualquer pessoa. Lá fui eu, entrei e disse-me que tinha uma prenda só que estava na cave. A minha Mãe foi comigo. (Ah! Eu fazia anos). Quando chego à cave vejo algém com uma máquina fotográfica e tinha uma pequena luz vermelha. Sem dar tempo para pensar em nada ouço a voz de todos a dar-me os parabéns, todos em sintonia. A minha mãe sabia de tudo, tudo feito às escondidas entre ela, e todos os outros. Foi importante a presença de cada pessoa naquela "festa de aniversário". Cada uma com uma importância de maneira diferente. Nunca me vou esquecer da cara da minha mãe de feliz por saber que tive pessoas que quiseram fazer-me aquilo. Que tiveram a ideia. Foi um momento importante que vou guardar sempre na minha memória e, principalmente, no meu coração. A todos, o meu muito obrigada.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma simples frase que me faz feliz ;)


- Sabes já tenho saudades de te ter cá em Portugal;

Nem sabes a alegria que me deste quando li no computador a seguinte resposta:

- Eu também tenho saudades, que raiva os meus pais não viverem aí em Portugal. (Fiquei tão admirada, e os teus amigos?)