Nothing

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Parabéns Ana! *.*

Parabéns Ana! *.*

Como nos conhecemos? Na natação.
Se tive logo a melhor impressão de ti? Não.
Curiosamente, ou até sem curiosidade alguma, comecei a achar-te piada e a gostar da tua maneira de ser. 1 ou 2 anos se passaram lá, na natação, e acabámos por nos ir conhecendo. Não éramos grandes amigas, apenas colegas, mas tu sempre com a tua simpatia falavas sempre. E vou-me recordar sempre de ti a vires-me dar "boa sorte" para o teste intermédio, e a perguntares-me, no fim, como tinha corrido. Admirava. (...) Acho que foi no voley que nos começámos a dar (não diria melhor) mas de forma diferente, era outro tipo de desporto, em que contactávamos mais com as pessoas que estavam em jogo connosco.  
Ainda me lembro de uma situação em que um dia, em tua casa, te contei uma coisa que alguém me tinha contado sobre uma pessoa tua amiga, tu já sabias mais ou menos a história antes de te contar, apenas ficaste a saber alguns pormenores que não sabias. Não sei o que se passou, mas lembro-me de me dizeres que tinhas dito qualquer coisa à tal pessoa. Não dei importância, mas a pessoa que me tinha contado deu importância a isso, e por isso durante algum tempo cortou relações comigo. Na altura fiquei chateada, não contigo, mas comigo mesma por ter aberto a boca e te ter contado. Hoje digo-te: não me arrependo de nada, porque admiro-te imenso e dou-te muito mais valor que à pessoa que me contou aquela tal história. Compreendo a pessoa, mas na vida não conta apenas uma situação com determinada pessoa. Contam várias situações.
Falaste comigo várias vezes sobre várias situações, e sentia sempre que podia falar contigo.
E por tudo isto questionei-te se aceitavas ser minha madrinha de crisma, considerando que havia 50% de hipóteses de dizeres que sim ou dizeres que não. Aceitaste e deixaste-me muito contente. ;) (Obrigada por teres aceite) Foi a melhor escolha que poderia ter feito. No dia do crisma deste-me um ratinho que está ao lado da minha cama com etiquetas de roupas que costumo guardar e nunca sabia onde as pôr. O rato está cheio :P

Agora não nos vemos diariamente como era normal nas aulas, mas fico contente por teres conseguido ir para aquilo que querias. E desejo-te a maior sorte do mundo, porque tu mereces. E espero que te divirtas muito hoje, com 18 anos em cima :P Não é para qualquer um.

Vá, e não me vou exceder mais porque não é nada normal escrever muito, no entanto, achei que neste momento fazia sentido dizer algumas das coisas que escrevi em cima.
E acredita que "te vou levar sempre no meu coração".

Gosto muito de ti <'3

7 comentários:

Ju Fuzetto disse...

amizade um presente do céu!!

Beijo e Parabéns teu blog é fofo!

Isabel disse...

aiii a música de perfil, amo, é uma das minha favoritas.:P

Isabel disse...

linda mesmo +.+
Não sei se já ouvis-te, mas se não devias ouvir a versão de uma miúda chamada maddi jane. (:

Rita disse...

Uma grande e bonita dedicatoria. *

Diana disse...

muito lindo

- maria margarida. disse...

o pior é quando as forças se esgotam, e não temos nada nem ninguem, onde nos apoiar.

annie disse...

é bom termos alguém assim <3
pois é, só damos valor quando já não as temos.